Blog IIM MPS Stoque

Stoque integrada à Lei Geral de Proteção de Dados

A Stoque está tomando todas as medidas necessárias para adequar seus processos internos e seu atendimento aos seus clientes à LGPD.


A LGPD começa a valer em todo território nacional a partir de agosto de 2020. A lei foi aprovada em 2018, mas entra em vigor dois anos depois para que as empresas tenham tempo para se adequarem. O objetivo da LGPD é regulamentar o tratamento de dados pessoais por parte de empresas e organizações públicas e privadas.

Como funciona a nova Lei Geral de Proteção de Dados?

A LGPD veio para assegurar que  dados pessoais sejam tratados de forma confidencial e segura, minimizando os riscos de que esses dados sejam divulgados a pessoas não autorizadas, ou utilizados para fins diversos aos autorizados inicialmente.

Com a nova lei de proteção de dados, as empresas deverão esclarecer para o usuário qual será a finalidade dos dados coletados. Com isso, o cliente passa a ter conhecimento e controle dos dados que foram fornecidos para as empresas, e pode solicitar informações como: quais pessoas terão acesso, em quais países os dados serão tratados, com quem serão compartilhados e afins. Além disso, o cliente poderá solicitar a exclusão, retificação e anulação desses dados.

As empresas devem tomar todas as medidas necessárias para que o tratamento dos dados pessoais seja realizado em conformidade com os requisitos da LGPD, se assegurando que as medidas de segurança tomadas sejam proporcionais aos riscos e aos tipos de dados pessoais tratados. O mais importante é se empenhar para uma real mudança de cultura da empresa.

Como a Stoque está se preparando para a LGPD?

Desde que a LGPD foi sancionada a Stoque está tomando todas as medidas para se adequar às obrigações, contando inclusive com assessoria externa que, em conjunto com o setor jurídico e de tecnologia da Stoque, são responsáveis por guiar todos os colaboradores durante a adequação à LGPD. Foram feitos workshops internos para conscientização dos nossos colaboradores e estão sendo tomadas medidas para disseminação de cultura de preocupação e cuidado com os dados pessoais tratados pela Stoque.

Leonardo Carvalho, Product Owner, afirma que: “O Ábaris é a ponta interna da informação. Nossos clientes terão todo um processo para se adequarem, e o Ábaris será uma ferramenta de apoio. Teremos funções para extração e exclusão de dados quando solicitado e também aplicaremos mais requisitos de segurança.”, conclui Leonardo Carvalho.

Nathália Braichi, gerente jurídico da Stoque reforça o comprometimento da empresa em adequar os processos baseados na nova lei de proteção de dados: “O nosso principal foco é fazer mais, fazer melhor e fazer certo, seja para nossos clientes, para nossos colaboradores, parceiros e para aqueles que já fizeram ou farão parte da nossa história. Nosso projeto se baseia na transparência e em nosso cuidado com as pessoas que fazem a nossa empresa.”, enfatiza Nathália Braichi.

Nathália Braich foi uma das debatedoras do painel “Experiências de Implementação da LGPD”, no institudo FIEMG (nov/2019) onde a jurista falou sobre a sua experiência e perspectivas na implementação da lei, como o projeto que lidera na Stoque.

A falta de conscientização e preocupação com os dados pessoais permite que empresas, ao redor do mundo, utilizem dados pessoais de terceiros sem seu consentimento, para fins desconhecidos, para lucro próprio, e até obscuros. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) veio para mudar este cenário. Ao criar medidas restritivas, a LGPD fiscaliza o uso indiscriminado de dados e chama atenção dos titulares para que questionem o uso e a destinação dos seus dados pessoais.